1º livro de 2017 – O Amante Japones _ Isabel Allende

SINOPSE:”Uma paixão secreta que perdurou por quase setenta anos. Em 1939, ano da ocupação da Polônia pelos nazistas, Alma Mendel, de oito anos, é enviada pelos pais para viver em segurança com os tios em São Francisco. Lá, ela conhece Ichimei Fukuda, filho do jardineiro japonês da família. Despercebido por todos ao redor, um caso de amor começa a florescer. Depois do ataque a Pearl Harbor, no entanto, os dois são cruelmente separados. Décadas depois, presentes e cartas misteriosos são descobertos trazendo à tona uma paixão secreta que perdurou por quase setenta anos. Varrendo através do tempo e abrangendo diferentes gerações e continentes, ‘O amante japonês’ explora questões de identidade, abandono, redenção, e o impacto incognoscível do destino em nossas vidas.”

Muitas pessoas desconhecem este lado dos EUA, quando logo após o ataque a Pearl Harbor milhares de japoneses INCLUSIVE OS QUE NASCERAM NOS EUA, foram encarcerados em campos de concentração.

De 1942 à 1948 estes cidadãos foram retirados de suas casas e enviados a campos de concentração. Ao todo foram criados dez campos nos estados de Idaho, Geórgia, California, Utah, Colorado, Wyoming, Arizona, e Arkansas.

Perderam tudo: casas, objetos de valor, seus negócios e principalmente a dignidade.

Neste livro ao relatar a permanencia de Ichimei no campo de concentração, Isabel consegue suavizar falando como a extrema organização dos orientais impedia que a vida ali, embora dificil e inóspita, fosse um inferno.

Durante a leitura minha atenção era focada o tempo todo na figura de Alma Belasco ( nome de casada de Alma), uma mulher que sem ser bonita tinha uma presença notável e uma personalidade fortíssima.

Quando o livro começa, Alma está morando em uma casa de repouso que nada tem a ver com sua posição social, pois é voltada a classe média…e ao ler a descrição de suas roupas soltas em linho de tons acinzentados e beges eu a achei parecida com Vanessa Redgrave em Cartas para Julieta.

Eu costumo dar uma cara conhecida aos meus personagens preferidos…Não achei uma cara pra Ichimei Fukuda…Ele fica  na sombra de Alma…mas conseguiu dar significado à vida dela…e suavizar de leve seu sofrimento.

Como todo livro de Isabel Allende… dá vontade de deitar abraçada com ele quando acabamos, e lamentar por não ter 1000 páginas, pedir pela continuação…sei lá…

Anúncios

Sobre coisadelilly

mulher, mãe e esposa, workaholic; uma inconformada com a situação mundial; uma pessoa que ama cães, caminhar, ir a liquidações, comer jujubas; viciada em seriados americanos; prendada mas sem tempo de colocar em pratica suas habilidades; desprovida de inveja e más intenções; uma pessoa que adora joaninhas, pink, flores, romantismo, craft, musica; um pé no presente, um no passado, a cabeça no futuro; uma pessoa nada facil; que tenta se livrar do saco de ossos de vidas passadas, que vive o agora; que esqueceu o que não devia e lembra o que não quer; uma pessoa na versão enciclopédica 2.0 que não pode ser resumida.
Esse post foi publicado em livros. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s