25º livro de 2016 – O Lago da Paixão, Barbara Delinsky

coisadelilly.wordpress.com

coisadelilly.wordpress.com

Barbara Delinsky , de quem eu gosto muito, desliza em algumas partes deste livro e …derrapa em outras.

Vamos falar das derrapadas: pra que meu Deus, pra que, citar os pássaros gaviformes tanto assim????

E de todos os livros dela…este foi o único em que não consegui fazer um retrato mental dos personagens… os personagens pareciam não ter forma.

A sinopse fornecida pela Editora Record:

O Lago da Paixão conta a história de Lily Blake, uma talentosa cantora que preza bastante sua privacidade. Enganada por um repórter inescrupuloso ao dar uma entrevista sobre sua amizade com um eminente sacerdote católico recém-elevado a cardeal, ela acaba se transformando numa pessoa discriminada. Assediada pela imprensa, demitida do emprego e com as manchetes da mídia culpando-a por seu comportamento, Lily não encontra outra opção senão retornar à sua cidade natal, Lake Henry, situada na zona rural de New Hampshire. Lá, encontra John Kipling, editor do semanário local Lake News. Desde o princípio, Kipling vê Lily como uma vítima, além de um formidável personagem para o livro que planeja escrever. Tentando persuadi-la a processar seus detratores, Kipling sente-se cada vez mais atraído por Lily, sem se importar com a oposição dos amigos por ficar ao lado dela. O Lago da Paixão oferece uma história comovente do complexo relacionamento entre um homem enigmático e uma mulher vulnerável e assediada, que, juntos, lutam para encontrar um novo rumo para suas vidas, num lugar estranho, outrora chamado de lar...”

Lily irrita a principio por se deixar enganar tão fácil, por não conseguir se defender das acusações…mas depois vamos conhecendo seu passado de menina timida, arredia, marcada pela gagueira e pelas críticas da mãe.

Alí a maioria dos protagonistas tem uma história secreta, que vamos desvendando e que “justifica”suas ações atuais.

Ah, e de novo minha irritação em relação aos titulos  “abrasileirados”: Lake News, o nome do jornal da cidadezinha natal de Lily, Lake Henry, é o título original do livro.

“O Lago das Paixões” torna tudo tão óbvio que quase tira a graça do final.

Enfim… é Barbara Delinsky, eu gosto, e pronto.

Anúncios

Sobre coisadelilly

mulher, mãe e esposa, workaholic; uma inconformada com a situação mundial; uma pessoa que ama cães, caminhar, ir a liquidações, comer jujubas; viciada em seriados americanos; prendada mas sem tempo de colocar em pratica suas habilidades; desprovida de inveja e más intenções; uma pessoa que adora joaninhas, pink, flores, romantismo, craft, musica; um pé no presente, um no passado, a cabeça no futuro; uma pessoa nada facil; que tenta se livrar do saco de ossos de vidas passadas, que vive o agora; que esqueceu o que não devia e lembra o que não quer; uma pessoa na versão enciclopédica 2.0 que não pode ser resumida.
Esse post foi publicado em livros. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s