13º livro de 2012: Cinquenta tons de cinza, de E.L.James

eu falei que não iria ler, mas acabei lendo.

Cinquenta tons de cinza, que de cara eu já acho que deveria se chamar Cinquenta tons de Grey… provavelmente foi um erro de tradução, uma confusão entre Grey-homem e grey-cor, pois durante todo o livro se fala nos cinquenta tons da personalidade dele.

o Grey aí é o Christian Grey, milionário, jovem e bonito, culto, poderoso, pervertido, megalomaniaco, controlador.

ele não faz amor, faz sexo, e nos termos dele: ou seja, tudo ali envolve algemas, acoites, cordas.

quem quiser ter algo com ele, que assine um contrato leonino em que ele é o Dominador e a outra pessoa a Submissa.

aí ele conhece a jovem Anastasia Steele…21 anos, recem formada, honesta, aquele tipo de garota sobre quem a gente cansou de ler nas revistinhas Julia-Sabrina-Barbara Cartland: perfeita, fica bonita até chorando, inocente, atrapalhada mas adorável, enfim, um pé no saco pra quem como eu é mulher normal e enfezada.

Anastasia (com S, que é chic, pois com C é a tia Anástacia do sitio do picapau amarelo) cai de amores por Grey, mas fica confusa com as reações diferentes que ele pode ter.

uma hora generoso e amoroso, outra hora violento e cinico.

eu já estava com o saco cheio da Anastasia e do seu chororô, da mordeção de lábios, da relutancia em receber presentinhos.

afinal é tão chato assim receber um Audi vemelho, um blackberry, um mackbook??? sem falar no closet recheado de roupas de griffe. e jantares regados a champagne Bollinger rosè…

e tudo ao som de boa musica, de Nina Simone a  Bruce Springsteeen, de Debussy a Kings of leon.

se quiserem dar uma espiada na musica que embala a trama do livro, aqui.

que tédio né?

bom mesmo é levar a vida que levo, de acordar antes das seis, e quando sair de casa as sete já ter o almoço quase pronto e sair arrumada e de salto alto, cansada, mas fingindo que ta tudo bem.

então …cheia da Anastasia, comecei a ter raiva tambem do Grey, pervertido, duas caras.

affffe, conviver com humanos já não é fácil…por isso adoro cachorros e gatos!

conviver com um cara instavel emocionalmente então…

neste livro a bestinha da Ana ( como ela gosta de ser chamada) tenta justificar  o “desvio” de Grey com a desculpinha esfarrapada de que ele teve relações aos 15 com uma mulher muito mais velha, a exemplo do Dustin Hoffman e Anne Bancroft em A primeira noite de um homem, filme de 67.

pelo que me contaram ( spoiler puro) é no segundo livro que vamos saber porque ele é violento.

e antes que perguntem, NÃO, NÃO MEXEU COM MEUS HORMÔNIOS, pois eu simplesmente abomino qualquer forma de dor.

sexo sem amor não dá, e com dor, pior ainda.

acho feio, sujo e pervertido.

antiga e precoinceituosa? opaaaa, esta sou eu! mas me dou ao direito de recusar este tipo de comportamento bem como todos que coloquem a mulher em segundo plano como burra submissa…não lutamos tanto por direitos iguais pra depois levar tapa na bunda.

bem, é claro que os livros vão virar filme logo, logo.

e tem filas de atores querendo os papéis de Christian e Ana.

entre os homens os mais cotados são Matt Boomer, Ian Somerhalder e Ryan Gosling.

sem saber que estes eram os candidatos, eu já  imaginei o Christian como o Matt Boomer, pelo formato do rosto, os cabelos ” revoltos”, talvez um pouco mais bronzeado.

Ian é muito molequinho e Ryan tem uma coisa linda: a barriga. e só.

Matt será um Grey perfeito.

pelo papel de Anastasia ( escreveram errado ai abaixo) se estapeiam Emma Watson, Alexis Bledel e Kristen Crepusculo Stewart. 

Emma ficaria bem no papel de Kate, amiga descolada de Ana. Emma é assim, mUderninha e ativa. faltaria a ela a inocencia e o susto que a personagem tem a todo minuto.

Alexis aparenta a inocencia necessária e a Kristen tem aquela cara eterna de sonsa que passa fome. as duas são candidatas fortes.

nem me falem em keyra knightley, que tá trintona, passada demais.

com o cabelo pintado de louro passaria por uma das várias secretarias altas e loiras do Christian.

acho que ao contrario da maioria que leu o livro, eu não me apaixonei pelo Grey, alias, criei tamanha aversão à ele, que acho bom ele rebolar nos proximos livros pra aliviar a impressão causada.

e a Ana…affe, depois que viu que o cara era um mala, deveria ter entrado no fusquinha dela e ido pra bem longe.

se vou ler os proximos livros, Cinquenta tons mais escuros e Cinquenta tons de liberdade?

provavelmente sim.

Anúncios

Sobre coisadelilly

mulher, mãe e esposa, workaholic; uma inconformada com a situação mundial; uma pessoa que ama cães, caminhar, ir a liquidações, comer jujubas; viciada em seriados americanos; prendada mas sem tempo de colocar em pratica suas habilidades; desprovida de inveja e más intenções; uma pessoa que adora joaninhas, pink, flores, romantismo, craft, musica; um pé no presente, um no passado, a cabeça no futuro; uma pessoa nada facil; que tenta se livrar do saco de ossos de vidas passadas, que vive o agora; que esqueceu o que não devia e lembra o que não quer; uma pessoa na versão enciclopédica 2.0 que não pode ser resumida.
Esse post foi publicado em livros. Bookmark o link permanente.

16 respostas para 13º livro de 2012: Cinquenta tons de cinza, de E.L.James

  1. Semíramis disse:

    Sua resenha é óteeeema!!!
    Mas reforçou a minha vontade de não ler,nem por ser o assunto do momento.Também acho que sexo não combina com violência.No máximo,mordidas nos mamilos rosados e rijos que todas as mocinhas biancajuliasabrina tinham,hahahahaha.

    Beijos!!

  2. Lúcia Soares disse:

    Também não li e acho que não lerei. Já passei um pouquinho da idade de me encantar pelo mocinho do livro, ou filme, ou novela…rsrs (mas nem é por isso, é que esse tipo de “literatura” não me desperta mesmo, nem quando era novinha). Mas não digo “dessa água não beberei”, sou escaldada o suficiente para saber que posso mudar de opinião me 1 hora! rsrs
    Adorei sua resenha, humor e consistência.
    Beijo.

  3. Adriana disse:

    Amei a resenha!! Ri muito da Anastasia com S KKKK. E posso falar? Também estava de saco cheio dessa mordeção de lábios e todos aqueles princípios e ressalvas com os presentes. Isso continua até o ultimo livro!!

    Também me irritei muito com a Anna. Até os 21 anos uma virgem inocente que nunca pensava em sexo. De um dia para o outro vira um vulcão ninfomaníaco…mas tudo bem, tenho certeza que dirão que é completamente aceitável e plausível assim como fizeram em um comentário meu sobre o livro. Vai ver sou recalcada !! KKK

    No segundo livro o Grey muda um pouco. Fica mais aberto aos sentimentos e, pasme, até chora!!
    Tremendo spoliler agora hein!! Desculpe…

    O terceiro é chato. Não consegui terminar ainda. Dei um tempo pra ver se crio ânimo. Mas com certeza terminarei, nem que seja no ano que vem.

    Se vale a pena ler os próximos? Sei lá. Eu já li muita coisa boa e também já li muita porcaria. Não leio pra valer a pena. Leio porque gosto de ler. E se li o primeiro simplesmente não consigo abandonar a série.

    Pelo que sinto, vc deve ser como eu, quando começa uma coisa tem que terminar.

    Agora só te peço uma coisa. Assim que terminar de ler os outros, por favor, faça uma resenha aqui no blog.
    Acho que a sua foi a melhor de todas que li. Muito divertida.
    Bjs!!

  4. patricia disse:

    Oi! Não vou ler esse livro nem a pau. Que saco essa Anastásia. Não tá a fim, vai embora. Detesto garotas sonsas. Por que vc vai ler os outros se detestou esse? E por que uma trilogia para explicar porque o cara é um pervertido? Ele é assim e ponto final. Tem gente que gosta… Bj.

  5. lili disse:

    Prefiro ler bula de remédio

  6. Helbi Martins disse:

    Christian Grey…. Me lembrou aquela empresa de cosméticos que faziam concorrência para a Avon…. Tá certo, vcs. não se lembram disso.. Kkkkk. Mas também estou com ódio mortal desse Sr. 50 faces. QUEM ELE PENSA QUE É???? Provável que eu leias os outros dois também, que afinal a técnica da autora até que é interessante pois parece, veja bem, parece água com açúcar Cartland, mas nunca ví Cartland com práticas SM, o que transformou o livro em algo interessante….Mas se um homem PENSAR em me dar porrada, vai ser enquadrado sem nenhum remorso, pois não sou Submissteele, muito pelo contrário rs. Rs.

  7. diasadois disse:

    KKKK
    Adorei a resenha! Ri demais aqui e me identifiquei muito com sua irritação! Eu também odeio essa coisa de ter uma pessoa perfeita de um lado e praticamente um psicopata do outro lado da história. Esse bem e mal aos extremos me irrita, principalmente as mocinhas, que são muito fora da realidade. Psicopatas existem, santas?! Afff… conta outra!
    Esse livro está ou estava na minha lista… agora não sei mais… ele já me irritou!

  8. Adriana Magre disse:

    Gentche!!! Sou vendida à beça, com todos esses presentinhos adoraria todo esse babado quente com o tal do Grey. Meninas de 21 não entendem essas coisas, mas a titia de 40 aqui gostaria dele kkkk. Quanto ao livro, é daquelas coisas que você fala: não acredito que perdi dias lendo isso!!! Afffff 1000 vezes.

  9. Está ótima a resenha!!! divertidíssima e perfeita!

    (só discordo em uma coisinha, penso que dá para ter sexo sem amor, só por tesão e é bom…rsr)

    achei o livro muito chato, li porque eu não posso ficar sem saber das novidades e ter minha opinião, talvez eu leia os outros dois…rs

    beijo
    Juju

  10. Rosi disse:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!!

    Adorei! Já imaginava que o livro era uma bosta mesmo….e o comentário sobre a sonsa dos vampiros foi óoootimo!!!
    Adoro,porque ando sem tempo e quando retorno aqui só encontro coisa boa escrita por ti!

    Bj!!!

  11. Lola Sciwinzki disse:

    Quase morro de rir, ainda não li, só qndo tiver os três livros.
    Mas estou torcendo por Ian fazer o Grey e concordo com essa coisa de mulher submissa.
    Odeio isso.
    E se a songa monga vadia fizer o filme, morro e não vejo.
    Bjks.

  12. Cacá Silva disse:

    Lilly já li todos e o meu preferido é o ultimo Os cinquenta tons de liberdade, ameiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!

  13. eve disse:

    Me diverti com sua resenha, já até tinha lido antes, mas agora que reparei que não comentei.
    Eu não li o livro. ….cansei dele mesmo sem ler….de tanto falarem deste tal de Grey e da inocente Anastasia…rsrs…

  14. vou ler depois comento, mas gostei das suas colocações

  15. Silvoa Moreira disse:

    Concordo com Lilly. Livro chato e totalmente irreal. Não consegui ler até o final do primeiro livro. Aliás, li todo o blog e ri muito com ela durante sua reforma. É muito engraçada

  16. Josy Diniz disse:

    Estou tentando ler os 50 tons de Chatice, infantilidade e falta de noção desde dezembro, quando ganhei de presente de Natal. Eu não entendo o sucesso desse livro, essa paixão desenfreada por esse cara totalmente indeciso e imaturo e não consigo engolir a Ana e tudo o que a envolve.
    Adorei a sua resenha e concordo que o Matt seria um excelente Sr. Grey.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s