Datas comerciais:Dia dos Namorados e das mães e dos pais, etc…

Dia dos namorados. É hoje e tambem uma das datas em que o comercio mais lucra.

Também tem o dia das mães, o dia dos pais, o dia das crianças, ou seja, a família toda é lembrada quando é pra ga$tar dinheiro, se meter em dívidas, estourar o cartão, entrar no vermelho.

E tem o Natal. A mega data. Outra data que perdeu o significado religioso pra incorporar de vez apenas o lado comercial.

E se tem o ano inteiro pra presentear uma pessoa, porque especificamente nestas datas?

Porque é aí que o comercio tira a barriga da miséria!

O que me dá raiva é a exploração em cima do apreço e do amor pelas pessoas que temos:  se você não dá presente, não ama.

Estas datas tem um lado bem cruel: porque tem pessoas que não tem namorado. Ou pai. Ou mãe.

Eu tenho pai, mãe, marido, etc,etc… e ainda assim fazer compras nestas épocas me irrita.

Ai de quem precisa comprar um simples par de meias nestas “datas comerciais”!

Enfrenta uma fila quilometrica de gente histérica e estressada, empurrando e pisando no teu pé. E que ainda leva criança pra comprar junto.

Resumindo: eu tenho aversão à datas comerciais.

Ver as pessoas enlouquecidas comprando, fazendo filas pra pagar, isso me dá náusea.

O critério das lojas pra diferenciar o consumidor normal do consumidor de datas especiais deveria ser este :

atenção sr. consumidor, quem NÃO estiver fazendo compras de dia dos namorados, favor dirigir-se ao caixa preferencial”.

Anúncios

Sobre coisadelilly

mulher, mãe e esposa, workaholic; uma inconformada com a situação mundial; uma pessoa que ama cães, caminhar, ir a liquidações, comer jujubas; viciada em seriados americanos; prendada mas sem tempo de colocar em pratica suas habilidades; desprovida de inveja e más intenções; uma pessoa que adora joaninhas, pink, flores, romantismo, craft, musica; um pé no presente, um no passado, a cabeça no futuro; uma pessoa nada facil; que tenta se livrar do saco de ossos de vidas passadas, que vive o agora; que esqueceu o que não devia e lembra o que não quer; uma pessoa na versão enciclopédica 2.0 que não pode ser resumida.
Esse post foi publicado em vamos irritar a Lilly?. Bookmark o link permanente.

6 respostas para Datas comerciais:Dia dos Namorados e das mães e dos pais, etc…

  1. fátima disse:

    é, a gente critica, critica, mas acaba aderindo, né? não tem jeito…rsrs

    bj

  2. Maria Araújo disse:

    Eu não adiro ao dia dos namorados.
    Quando quero dar alguma coisa a alguém, dou, sem ser data especial. Dou só porque me lembrei dela.
    Natal, compro o essencial e com tempo.
    Gosto de dar, gosto de receber. Receber uma flor do campo, um pequeno nada que fique sempre gravado no meu coração. E tenho-os.
    Beijinho

  3. Marcia disse:

    Eu não dei NADA pro meu namorido…rsrs Ou melhor, não comprei nada pra dar pra ele. Ate mesmo pq ultimamente estou fazendo todos os meus presentes…Então, eu crio e ofereço, sem data especial, so com carinho….
    e tambem ODEIO fila, estresse, correria. Perco liquidaçao, mas não entro num empurra-empurra de jeito nenhum! E aquelas maes com crianças sendo massacradas no colo por causa de um sapato, uma blusinha…aff Horror!

    Bjs

  4. Ieda Maria disse:

    Oi Li, tudo bem aí? tá a maior friaca em sampa!!! ui que frio!!!! Olha concordo com vc e o mais interesante li na folha de hoje é do Macaco Simão: a mulher diz não tenho namorado, e daí? No dia do índio não passo o dia com um índio, e no dia da árvore não passo agarrada nela e (a melhor) nem no dia de finados não passo com um defunto…
    Eu que só tive pai, por sinal meu melhor amigo, até os 13 anos e não sei que é ter pai na adolescência ou na maturidade, fico a pensar nisso, é preciso tanto “comercio” pra “dizer quanto vc é importante pra mim”,
    Graças , ou mehor, de graça mando meu amor ao paizaão querido!!!!!! melhor presente não há.
    bjs Ieda Maria

  5. GLEICY disse:

    É Lilly concordo com você… E acho que consegui passar isso aos meus filhos também.
    O mais velho já namora há 3 anos, e os dois fazem faculdade, ele direito e ela odontologia, e os dois trabalham pra bancar os estudos, então já viu os gastos que tem né…
    Então combinaram que não darão presentes nessas datas. Ele fez vales pra dar a ela : vale uma noite com edredom, pizza e filminho e vale ilimitado de beijos e abraços… Achei tão bonitinho!!!
    E assim eles comemoram do mesmo jeito sem se enfiar em dívidas.
    Bj,bj…

  6. Paula disse:

    Concordo em gênero, numero e grau e procuro passar isso para os meus familiares. O amor não é medido pelos presentes e sim pela simples lembrança da pessoa, um telefonema carinhoso, um almocinho bem preparado….mas é difícil…o povo gosta mesmo é de pão e circo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s