conversas de elevador

Trabalhando em um prédio de 3 andares eu  uso pouco o elevador.

Primeiro que no inicio eles balançavam terrivelmente e faziam um barulho estranho ( tipo aquele QUIIIII-QUIIII-QUIIII do filme Psicose) quando paravam no andar.

E quando chegava no terceiro andar, o elevador fazia um toim-toim, pra cima e pra baixo, como se o macaco que estava puxando a cordinha que movimentava o bicho fosse soltar a maledeta da corda!

Depois, ele anunciava  primeiroandaar numa voz feminina e sensual (pergunta: se O elevador é do sexo masculino porque a voz dentro dele é de mulher?) e agora ele não fala mais, sinal que algo não vai bem com ele, pode ser uma depressão mecânica, pode ser uma TPM, sei lá, então, vou de escada mesmo.

Bem, agora ele foi consertado ( não balança, mas tambem não fala mais), mas 80% do pessoal ainda vai pela escada.

Mas quem trabalha num predio de 18 andares como a minha amiga Emilia tem que se sujeitar a ouvir conversinhas de elevador. Ela me conta os lances e eu racho o bico de tanto rir!

A regra para conversas de elevador deveria ser: voce vem andando e comentando com sua amiga sobre sua noite ardente com o namorado, o corte de cabelo, a vida dos outros; o elevador chega e VOCE PÁRA DE FALAR PELOAMORDEDEUS!!!

Faça uma cara educada, arrume os papeis da pasta, comente algo light com a amiga tipo “puxa hoje o tempo está tão melhor não é mesmo?” e faça esta conversa durar os poucos segundos que levam pra chegar no seu andar. Saia e reate a conversa de onde parou. Fim.

Mas nunca  é assim né?

Porque quando a pessoinha entra no elevador já dispara: “ _então, não sei se corto o cabelo… ( isso enquanto balança a cabeça se olhando no espelho)...meu namorado adoooora ele assim e não me deixa cortar!!!( nossa que triste ser uma mulher que nem é dona do proprio cabelo)

E a abiga dela: _ahhh então não corta…

Ahhh mas eu estou tão enjoada dele ( do cabelo, não do namorado), quero, quero, e quero cortar…mas e se eu estrago?

(PELO JEITO ELA É UM ENJOO DE PESSOA, NÃO GOSTA DE NADA, NEM DELA MESMA)

O elevador dá um solavanco fazendo que o cerebro dela dê um tranco e ela muda de assunto:_ então eu não vou pra praia!

e a abiiiga: “_uai, porque?” ( essa amiga tambem hein? só se faz de escada pra outra dar o show)

_ahhh porque é muito calor ( hellooo, março, verão...) tem muito sol, areia ( OI???), faz um mal pra minha pele e pro meu cabelo... ( praia faz um puta mal mesmo…)

Lendo o que a Emilia escreveu sobre a enjoada do elevador eu lembrei da chatinha do comercial do Doblô:

sabem o que vai acontecer?

1- o namorado  vai troca-la por uma namorada que adore praia, sol, cerveja e areia

2- ela vai ficar sempr branquinha e com o cabelo arrumado; aí se ela quiser cortar pode, pois não tem mais o namorado que não deixa…

3-hummmm, eu gosteiiii daquele tapeteeeeeee…

Publicidade

Sobre Lilian

mulher, mãe e esposa, workaholic; uma inconformada com a situação mundial; uma pessoa que ama cães, caminhar, ir a liquidações, comer jujubas; viciada em seriados americanos; prendada mas sem tempo de colocar em pratica suas habilidades; desprovida de inveja e más intenções; uma pessoa que adora joaninhas, pink, flores, romantismo, craft, musica; um pé no presente, um no passado, a cabeça no futuro; uma pessoa nada facil; que tenta se livrar do saco de ossos de vidas passadas, que vive o agora; que esqueceu o que não devia e lembra o que não quer; uma pessoa na versão enciclopédica 2.0 que não pode ser resumida.
Esse post foi publicado em coisas que passam na minha cabeça, descendo a lenha. Bookmark o link permanente.

6 respostas para conversas de elevador

  1. Bem,amiga.Conversa intima e PUM(que e de doer),e melhor em outro lugar.Bjs.zenaide storino.

  2. Emília disse:

    Lilly, algumas situações em elevador acontecem, porque as pessoas não sabem o que significa etiqueta, bons modos, mais de uma vez já presenciei e também já fiquei na seguinte situação: ficar entre duas pessoas que conversam sobre assuntos que não me dizem respeito, mas que sou obrigada a ouvir porque estou no meio das duas. E por aí vai a lista tipo: pessoas que criam o maior caso com o pessoal da faxina e não dão licença para que eles possam varrer em baixo da mesa, ou mesmo passar um pano sobre a mesa, toda a má educação é desculpada em nome de um falso dinamismo, a pessoa não pode parar um instante para sair de sua mesa e facilitar o trabalho do pessoal da faxina, não pode deixar a conversa pessoal no elevador para depois porque o amigo trabalha em outra seção, aí quem não conhece as criaturas tem que ouvir os nhem, nhem, blá, blá. Conviver é difíciiiiiil…..

  3. Ei como eu ainda não tinha visto o que escrevestes láaaaaaaaaaaaaa embaixo?
    Que relapso!
    Me perdoa?
    Fiquei tão emocionada com suas palavras, poxa amiga obrigada pelo carinho, pela amizade virtual tão real.
    Você é uma pessoa maravilhosa, linda.
    Te adoro.
    Beijos
    Beijso

  4. Ticiana disse:

    kkkkkkkkk nossa vc é ótima amiga. Dá pra escrever comédia. morro de rir com seus posts.
    Bjs
    Tici

  5. Casinha Linda disse:

    Minina! A gente ouve cada uma! O pior é que o povo não se toca mesmo! E elevador em hora de almoço? Cheio, apertado, aquele bafo danado, povo falando alto, tudo ao mesmo tempo??? Jisuis!

  6. Le disse:

    Vc é a comédia em pessoa ahha.
    Tem uma situação que geralmente faz a pessoa calar a boca na mesma hora: quando tá falando mal de um vizinho, funcionário, colega e a pessoa em questão entra naquela hora no elevador. Não ouve-se um A. ahahaha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s