10º livro de 2015 -A Mansão do Rio, de Pat Conroy

coisadelilly.wordpress.com

coisadelilly.wordpress.com

A Mansão do Rio, de Pat Conroy

Editora Record 584 páginas

O capitulo 1, já começa com uma frase que eu gosto.

NADA ACONTECE POR ACASO.

e começa num dia 16 de junho de 1969, no Bloomsday, época em que o narrador da historia Leonard Bloom King já se encontra na adolescência, prestes a entrar no ultimo ano do ensino médio.

Neste dia, Leo, ou Sapo, como é chamado pelos amigos, faz descobertas e amigos que o acompanharão pelo resto da vida.

Uma pausa para explicar o que é o Bloomsday, que eu também desconhecia…O Bloomsday é a festa anual dos que leram “ Ulisses” de James Joyce, comemorada no dia 16 de junho em alguns países  e principalmente na Iilanda, e esta tradição vem desde 1954.

É uma festa da qual eu não posso participar, pois nunca consegui passar do meio do primeiro capítulo.

A trama toda de Ulisses, um romance IMEEEEENSO, se passa num único dia que é o 16 de junho de 1904 e nas primeiras horas da madrugada seguinte.

O livro influenciou enormemente a vida do narrador da história, filho de um professor de  física, Jasper King e de uma diretora de escola, a Professora Doutora Lindsey King, especialista em James Joyce.

Lindsey escolheu para seus dois filhos os nomes dos personagens do livro, Stephen Dedalus e Leonard Bloom.

Os King são uma família dramática e forte. A morte do filho mais velho Steve alterou para sempre a rotina e a vida deles.

A narrativa vai e volta sempre de 69 a 89, terminando em 1990, contando a vida dos personagens onde todos são importantes para que se saiba o impacto der cada um deles na vida de Leonard.

Um livro difícil de começar, mas que aos poucos vai nos prendendo.

Publicado em livros | Deixe um comentário

9º livro de 2015 – A Casa Torta, de Agatha Christie

Sabe quando voce  tem a impressão de ja ter lido todos os livros da Agatha?

Pois é, e eu achava que tinha lido mesmo, pois li até aquele escrito por Charles Osborne.

Osborne tem permissão dos herdeiros de Agatha para produzir obras em seu nome, ainda assim que eu saiba ele so escreveu O visitante Inesperado ( que li a uns 4 ou 5 anos).

Bem, eu não me lembrava de ter lido A Casa Torta, e este livro não tem Monsieur Poirot ou a danadinha da Miss Marple.

A investigação do crime, SIM HÁ UM CRIME, UM ASSASSINATO! fica a cargo do diplomata Charles Hayward, apaixonado por Sophia, neta de Aristide Leonides, o milionario assassinado.

Como Charles é filho do Comissário da Scotland Yard consegue acompanhar o curso das investigaçoes que parecem levar a lugar nenhum.

Acho que é hora de começar a reler os livros da tia Agatha.

Abaixo, Agatha menina:

será que ela sabia que um dia seria chamada de A Rainha do Crime?

coisadelilly.wordpress.com

coisadelilly.wordpress.com

 

Publicado em livros | Deixe um comentário

8º livro de 2015 – O Caminho para Casa, de Kristin Hannah

coisadelilly.wordpress.com

coisadelilly.wordpress.com

Lexi é uma garota que sempre viveu em lares provisorios.

Mia e Zach são gemeos de classe média alta.

Os tres adolescentes tem a mesma idade, 14 anos.

Quando seus destinos se cruzam surgem várias possibilidades: uma grande amizade, um amor.

E uma tragedia que vai envolver uma cidade inteira.

O primeiro livro de Kristin Hannah que li.

Achei bom.

Publicado em livros | 1 comentário

7º livro de 2015 – Nudez Mortal, de Nora Roberts como J.D.Robb

coisadelilly.wordpress.com

coisadelilly.wordpress.com

Nora Roberts escreveu mais de 30 livros sob o pseudonimo de J.D. Robb.

MORTAL é uma série que tem como protagonista a tenente Eve Dallas.

Nudez Mortal é o primeiro romance que se passa num futuro meio sombrio, 2058.

Nora Rob, ops, J.D. Robb não explica logo de cara como o mundo chegou naquilo, prefere ir revelando aos poucos, assim como o passado da protagonista Eve.

Eve é competente, inteligente, forte, se mete em cada enrascada e NÃO MORRE!!! e é linda, ou seja, a heroina perfeita.

Eu realmente não sei se vou ler o resto da série…

Publicado em livros | Marcado com | 2 Comentários

6º livro de 2015 – Ressurreição, de Jason Mott

coisadelilly.wordpress.com

coisadelilly.wordpress.com

Ressurreição é o livro que deu origem a série Resurrection da AXN, produzida pelo Brad Pitt.

O livro é bem diferente da serie, claro, mas eu comecei a leitura esperando encontrar todos os personagens da série. Mas Harold e Lucille Hargreve e seu filho ressurgido Jacob e tambem o agente Bellamy são os protagonistas deste livro.

Contar mais seria tirar o suspense da série que ainda tem varias temporadas pela frente.

O escritor Jason Mott ficou motivado a escrever Ressurreição deposi de ter sonhado com sua mãe falecida a 12 anos.  No sonho ele conversava com a mãe, contando o que havia acontecido de novo desde que ela morrera.

O sonho ficou em sua cabeça e ao contar isso a um amigo,  o mesmo perguntou: Ja imaginou como seria, se ela realmente voltasse nem que fosse por um dia?

Acho que no inicio Jason encarou o tema como uma forma de ter uma segunda chance com a pessoa que se foi.

 

Publicado em livros | Deixe um comentário

5º livro de 2015 – Paula, Isabel Allende

coisadelilly.wordpress.com

coisadelilly.wordpress.com

Este livro foi escrito por Isabel enquanto sua filha Paula esteve doente, de dezembro de 91 a dezembro de 92.

Paula tinha porfiria hereditária.

Isabel estava na Espanha promovendo seu novo livro quando soube que a filha, que estava internada para tratamento da doença havia entrado em coma.

Enquanto parava sua vida para cuidar da filha, Isabel ía escrevendo em um caderno a história de sua família para que Paula a lesse quando superasse a doença.

Paula faleceu sem ter recuperado a consciencia, mas através da narrativa de Isabel ficamos conhecendo um pouco desta familia de loucos adoraveis. Em A Casa dos Espiritos, inspirada em sua avó Clara, ja ficamos sabendo um pouco.

É muito penoso ler a dor daquela mãe, palavra por palavra, uma dor revoltada no inicio, e conformada ao fim de um ano de angustias.

Eu nem precisaria ver a foto de Paula na capa do livro para fazer dela um retrato, tão fiel foram as descrições de Isabel, de seu rosto fino e delicado, seus cabelos longos e negros, suas saias compridas, sua silhueta magra e flexivel “como um junco“, nas palavras da mãe.

Uma declaração de amor misturada a histórias de familia e a violenta história do golpe militar no Chile, nos anos 70.

Querida Isabel, tão pequena e tão forte, não me canso de ler seus livros.

Mas ler Paula doeu demais. Lindo.

isabel e paula

Mae e filha.

Publicado em livros | Deixe um comentário

Como o sol vê você, ou How the sun sees you

Este post é pra voce que economiza no filtro solar, e passa aquele titiquinho bem esfregado no rosto.

Não é de hoje que falam que o filtro solar é necessario, mas enquanto não aparecem sinais significativos de envelhecimento não corremos atras não é mesmo?

Parece preguiça, ou medo de ficar com a cara melada, mas é so escolher um bloqueador  sequinho aplicar logo apos lavar o rosto.

Aplique sua maquiagem por cima depois.

No filme abaixo, as pessoas não desconfiam o estrago causado pelo sol até terem seus rostos iluminados por uma luz ultravioleta.

É  isso: quando for usar o filtro, imagine que voce quer que TODO o seu rosto fique protegido…e seja generoso.

Publicado em coisas que passam na minha cabeça | 1 comentário

o balanço de 2014, perdas e ganhos

2014 foi um susto não foi???

Passou rápido, com seus dias curtos, tarefas das quais eu parecia não dar conta de realizar, ganhei muito e perdi tambem.

A rotina da casa toda alterada com mr husband mudando o local de trabalho.

Os filhos terminando etapas de seus estudos, iniciando outras.

Uma eleição desastrosa, depois de tanta esperança e  um país dividido.

Novas amizades.

Amizades perdidas.

Voce até se magoa por um tempo pelas amizades que terminam, mas depois de analisa-las bem, ve que nunca foram amizade: eram uma afinidade passageira, ou interesse puro e simples.

A maior perda do ano foi de uma pessoa que conheci através do blog, como leitora e depois descobri que era muito mais proxima de mim do que eu imaginava.

Aliás, quantas pessoas conheci através do blog, quantas estão comigo até hoje, e outras com as quais perdi contato, mas ainda me lembro bem.

Minha amiga, Maria Emilia de Almeida.

Comentava em todos os posts, e não só nos meus blogs, mas tambem nos dos meus amigos, sempre em tom educadissimo, engraçado…leve.

Conversavamos por e-mail ate que um dia ela me contou divertidissima, que trabalhavamos no mesmo lugar…eu aqui ….ela em SP.

Ela ficou guardando esta informação um bom tempo e esperou o momento certo. Era uma caracteristica da Emi, o humor fino.

Fui conhece-la e não me surpreendi com a elegancia do terninho em tom pastel, o rosto de traços finos, o sorriso meigo, olhos escuros e tristes.

Eu ja a conhecia de outras dimensões.

Me apoiou em cada situação esta moça!!!!Contava cada probleminah de casamento e filhos e ela, mesmo sem ser casada e sem nunca ter tido filhos, tinha a palavra certa para aconselhar…era o tipo de pessoa que tinah vindo ao mundo pra orientar, ajudar.

Compartilhavamos de tantos gostos! Flores e cães, livros, amigos.

E haviamos nos falado um pouco antes das minhas ferias de dezembro. Não desconfiei da recaida da doença…

Em janeiro quando chego ao trabalho, o balde de agua gelada veio através de um e-mail corporativo. Que modo de saber…

Inacreditavel, eu quis pensar que era outra pessoa.

Fui atrás das pessoas que tinham amizade com ela e confirmei a perda.

PERDA.

Que egoista eu fui de chorar a minha amiga e nem me lembrei de como estaria a familia dela, ela que sempre foi tão carinhosa com irmãos e sobrinhos, com os pais.

Perder esta amiga foi significativo. Uma perda que não tem volta, não se recupera, não se substitui.

Ela se foi antes que eu desse um adeus. Eu precisava me despedir dela.

Quase um mes depois, eu agora me lembro dela assim, indo embora decidida, sem olhar pra tras, se perdendo na luz do sol entre as arvores.

coisadelilly.wordpress.com

coisadelilly.wordpress.com

É uma despedida digna para uma grande amiga.

Publicado em A vida tem destas coisas | 3 Comentários

4º livro de 2015 – A Vingança, de Christopher Reich

coisadelilly.wordpress.com

coisadelilly.wordpress.com

Continuação de A Farsa ( resenha aqui)

A trama de A Vingança se passa seis meses depois do Dr Jonathan Ramsom sofrer um acidente com sua esposa Emma. Ela desaparece, mas Jonathan descobre que todo o passado de Emma é uma mentira e ela é uma agente secreta.

Jonathan continua sua vida sem Emma, mas numa viagem a Londres para participar de uma palestra.

Reencontra Emma e descobre seu plano para explidor uma bomba em frente a um predio de um ministerio.

Incriminado como cumplice, Jonathan foge para não entregar a mulher que ama.

Daquele tipo de livro qeu daria um bom filme com a Matt Damon.

PS: tem uma continuaçao que é A Traição

Publicado em livros | Deixe um comentário

3º livro de 2015 – Bellíssima, de Nora Roberts

coisadelilly.wordpress.com

coisadelilly.wordpress.com

A Biblioteca Municipal de Araçatuba tem uma coleção imensa de Nora Roberts, que tambem escreve uma linha de suspense assinando como J.D. Robb.

Ja devo ter lido alguma coisa dela…mas frequentemente a confundo com Danielle Steel…

ok, não me culpem, mas é facil misturar estas mulheres que alem de tudo ainda sao mães de um monte de filhos, moram em casas imensas cravadas em verdes jardins e parecem estar sempre impecáveis com suas calças beges e camisas brancas, com uma grande caneca de café na mão escrevendo sem bloqueio nenhum seus livros num velho Mac…

Fui longe no devaneio né?

Então vamos lá:Miranda Jones é o que eu e o resto da torcida do palmeiras queria ser: alta ( 1,80), magra, ruiva, dona de um par de olhos azuis lindos, rica , inteligente e famosa em sua área.

Quando a sua ultima autenticação é declarada falsa, Miranda se desespera e vai atras de investigar onde esta o erro e descobre uma trama para incrimina-la.

Conhece o ladrao de artes Ryan Boldari, mezzo irlandes, messo italiano, imaginem o resultado.

Ryan é quem vai ajuda-la a descobrir tudo.

O romance é bom, ok? mas algumas partes são tão falsas… por exemplo: como hoje em dia alguem consegue entrar num museu e roubar uma estatua de bronze de 90 centimetros?

Eu não consigo nem entrar no predio em que trabalho sem passar pela cancela e as cameras.

Ladroes de arte morreram com Crown, o Magnifico.

Publicado em livros | Deixe um comentário